Gohon-kumite

gohonkumitejodan
gohomkumitegedan

1. O QUE É?

O GOHON-KUMITE é uma luta combinada com cinco golpes em sequencia, terminando com um contra-ataque. É realizado em GO-NO-SEN (Defesa depois contra-ataque). São realizados quatro séries em conjunto:

  1. JODAN iniciando o ataque com a mão direta (figura 1)
  2. JODAN iniciando o ataque o a mão esquerda
  3. CHUDAN iniciando o ataque com a mão direita (figura 2)
  4. CHUDAN iniciando o ataque com a mão esquerda

As características dos Kata (O melhor do Karatê 1; pp. 94-5) devem ser aplicadas ao GOHON-KUMITE:

  • Número fixo de movimentos / ordem correta
  • Inicio e fim no mesmo ponto / embusen
  • Regras (uso correto da força, velocidade do movimento, expansão e contração do corpo)
  • Saudação no inicio e no fim

O gohon-kumite é um entre os dez diferentes tipos de kumite (quadro abaixo).

kumite


2. QUAL A IMPORTÂNCIA?

O GOHON-KUMITE (Combate em cinco passos) fortalece o vigor dos praticantes através de seqüências de ataque e defesa. Deve ser praticado a exaustão, cada movimento de ser realizado com precisão e correção. Aumentar a agilidade de quem ataca e de quem defende. Deve ser executado com a máxima intensidade e velocidade de movimentos, pois só assim o controle necessário ao domínio das técnicas utilizadas poderá ser alcançado. O corpo deverá trabalhar como uma unidade que se desloca pela área de combate. Criar no praticante a idéia de vencer com um único golpe para isso é necessário o desenvolvimento de habilidades acessórias, como observação, para análise das situações. Estabelece a noção de espaço e tempo (maai em japonês). O conhecimento do próprio corpo e de seus limites físicos e mentais. A sua prática desenvolve de vivências corporais nas situações de luta real e assim preparar o corpo e a mente para as mesmas.

 

3. QUEM DEVE FAZER?

Todo karateka deve praticá-lo. O gohon-kumite já deve ser praticada desde os faixas brancas até os faixas pretas. A principal diferença será a qualidade do combate. Os iniciante realizam de forma mais pausada e lenta.

 

4. AONDE FAZER?

No dojô e em quaisquer lugares que exista espaço e um outro karateka.

 

5. QUANDO FAZER?

Sempre que possível.

 

6. COMO FAZER?

  • Posicionar em frente ao adversário
  • Fazer saudação em HEISOKU-DACHI (postura informal de atenção, pés unidos)
  • Ajustar distância (braço que vai iniciar o golpe, mão aberta, na altura do CHUDAN) em postura natural (Shizen-tai) em MUSUBI-DACHI (Portura informal de atenção, pés para fora).
  • Recuar para ZENKUTSU-DACHI (Postura avançada) GEDAN-BARAI (Bloqueio para baixo) com KIAI
  • Avisar o golpe (Falar em voz alta: "JODAN OI-ZUKI") 
  • Realizar o 1 ataque Jodan, mão direita / 1 defesa
  • Realizar o 2 ataque Jodan, mão esquerda / 2 defesa
  • Realizar o 3 ataque Jodan, mão direita / 3 defesa
  • Realizar o 4 ataque  Jodan, mão esquerda / 4 defesa
  • Realizar o 5 ataque Jodan, mão direita KIAI / 5 defesa + contra-ataque KIAI
  • Voltar para postura natural (Shizen-tai) em MUSUBI-DACHI (Portura informal de atenção, pés para fora).
  • Inverter as ações (quem atacou passa a defender)
  • Repetir os passo acima (JODAN iniciando com a mão esquerda; CHUDAN, direita e esquerda)
  • Fazer a saudação​ em HEISOKU-DACHI (postura informal de atenção, pés unidos)
  • Voltar para postura natural (Shizen-tai) em MUSUBI-DACHI (Portura informal de atenção, pés para fora)
  • Aguardar novo comando do Sensei

Os pontos específicos de desempenho descritos para o KATA (O melhor do Karatê 5; pp. 13-4) também devem ser utilizados na execução do GOHON-KUMITE:

  • Ordem correta
  • Começo e término
  • Significado de cada movimento
  • Consciência do alvo
  • Ritmo e regulagem do tempo
  • Respiração adequada​​

Dizendo de outra forma, um bom KATA e um bom GOHON-KUMITE é aquele que usa concentração forte (KIME), bom espírito (KOKORO), tempo correto (MAAI), respiração controlada (KOKYO) e uma bom senso de percepção (ZANSHIN).

É importante que o defensor não recue, antes que o atacante inicie o seu movimento ofensivo. Ao recuar o movimento é único, não existe uma fase lenta e uma fase rápida. Aos atletas iniciantes, este treinamento deverá ser dirigido com um ritmo mais lento, sob comando do instrutor. Aos karatecas de nível adiantado, este tipo de treinamento deverá ser aplicado mais rapidamente, podendo ser também sem comando e inclusive com variação de ritmo.

A distância deve ser o suficiente para que o bloqueio (UKE) seja efetivo. Uma forma de descobrir isso é ajustar os joelhos para que se toquem. Os joelhos de quem ataque e de quem defende não podem ficar distantes, quando isso ocorre, o golpe não será efetivo e o bloqueio (UKE) não será necessário, pois a defesa foi realizada pela distância (MAAI). Esse não é o objetivo do GOHON-KUMITE, o bloqueio (UKE) precisa funcionar para ser realizado em GO-NO-SEN (Defesa depois contra-ataque).

Para realizar uma auto-crítica sobre sua técnica, observe os seguintes itens e avalie como pode ser melhorado:

  • Pé de apoio
  • Pé de deslocamento
  • Centro de gravidade de cada base
  • Postura
  • Contração / relaxamento
  • Construção da arma
  • Hikite em harmonia com o outro braço
  • Posição dos cotovelos
  • Kime
  • Concentração
  • Sola dos pés
  • Joelhos
  • O ângulo dos joelhos e dos tornozelos
  • Área da base
  • Nível do quadril
  • Posição do tronco
  • Olho (o que olha e se pisca)
  • Respiração

1-gohon-jodan-zuki
Figura 1 – JODAN iniciando o ataque com a mão direta

 

gohon-chudan-zuki
Figura 2 – CHUDAN iniciando o ataque com a mão direta

 

7. CONSIDERAÇÕES FINAIS

O GOHON-KUMITE é um fundamento essencial para o karateka. O conjunto de aprendizados que surge com a sua prática, o torna um elemento indispensável para o correto entendimento do karatê. Seu treinamento contínuo e reflexivo levará ao aprimoramento.

 

Atalhos (links)